Feeds:
Posts
Comentários

Archive for fevereiro \21\UTC 2013

Da Justiça


A paz social depende da justiça; a felicidade do indivíduo depende da certeza de gozar em paz as suas posses.

Conserva os desejos de teu coração, portanto, nos limites da moderação; deixa que a mão da justiça os mantenha na direção certa.

Não lances olhos invejosos aos bens de teu vizinho; que tudo que lhe pertence seja sagrado para tua mão.

Não permitas que a tentação te seduza, que qualquer provocação te incite a levantar a mão causando risco de vida.

Não difames o caráter do teu próximo; não levantes falso testemunho contra ele.

Não corrompas seu servo para que o engane ou abandone e, quanto à esposa de seu coração, não a tentes ao pecado!

Isto seria uma dor em seu coração que não poderias aliviar; um dano em sua vida que nenhuma compensação poderia reparar.

Em teus negócios com os homens, sê justo e imparcial, e age com eles como gostarias que agissem contigo.

Sê leal à sua confiança, não enganes o homem que confiou em ti; estejas certo de que, aos olhos de Deus, é menos maléfico roubar que trair.

Não oprimas os pobres, nem roubes do trabalhador o seu emprego.

Quando venderes algo com a intenção de lucro, ouve os sussurros de tua consciência e fica satisfeito com moderação; nem tires da ignorância do comprador qualquer vantagem.

Paga as tuas dívidas, pois aquele que te deu crédito confiou em tua honra; tirar dele o que lhe cabe é mesquinho e injusto.

Finalmente, ó filho da sociedade! examina teu coração, pede o auxílio da memória; se em qualquer destas transações perceberes que cometeste uma transgressão, que a tristeza e a vergonha te advenham e faças a reparação imediata, ao máximo que estiver ao teu alcance.São Miguel

 

Extraído do Livro “A vós Confio” publicado pela AMORC (Ordem Rosacruz).

Read Full Post »